sábado, 17 de setembro de 2011

O que são Entidades Espirituais?


O que são Entidades Espirituais?

Por: Médiuns: Umbanda e Kardecismo.

Como já lemos as funções de algumas linhas de entidades da Sagrada Umbanda, agora, vamos saber o que são essas Entidades Espirituais.
Entidades espirituais é o nome dado a todos os espíritos que estão em uma determinada faixa de vibração astral que atuam dentro da Umbanda.
Esses espíritos são levados a fazerem parte de uma falange ou agrupamento de espíritos, conforme seu grau de evolução espiritual a fim de atuarem, aprenderem e evoluírem espiritualmente. E ainda, esses espíritos podem v ou voltar a reencarnar ou evoluir em um plano superior.
São as entidades que incorporam na Umbanda, uma vez que os Orixás não incorporam. Esses espíritos veem a Terra para executar os trabalhos ordenados pelos Orixás.
A falange chamada de “Sete Linhas”, constituída por Oxum, Iansã, Nanã, Iemanjá, Xangô, Obaluaê, Omolú – são espíritos de grande evolução que incorporam na Umbanda trazendo a energia direta do Orixá, ou seja, esses espíritos evoluídos são Caboclos, não o Orixá propriamente dito.
O culto do Orixá, a famosa energia da natureza, é desenvolvida pela religião de Nação, onde esses Orixás, forças da natureza se manifestam em seus filhos iniciados nas diversas nações da religião dita como afro.
Voltando a Sagrada Umbanda, após uma simples explicação sobre Entidades Espirituais e Orixás.
As Entidades Espirituais que trabalham na Umbanda se dividem em dois graus hierárquicos:
- Guias: São espíritos que podem ou não ser chefes de falange ou legião. São aqueles comuns dos terreiros de Umbanda, Eles, juntamente com seu médium trabalha pela caridade, independente dos tipos assuntos levados pelo seu consulente.
- Protetores: São espíritos que podem ou não incorporar, depende de sua vontade. Esses espíritos Protetores são de uma evolução muito grande e vivem em plano astral superior. São conhecidos também como “guardiões”. E ainda, para melhor entendimento, esses espíritos protetores são os primeiros de cada falange, ou seja, o primeiro da criação. Muitos deles passaram pela reencarnação milhões de anos, em épocas diferentes para terem a experiência aqui na Terra, como seres humanos. Mas, ao desencarnarem como todos retornam a sua morada no plano superior e voltam atuar como protetores ou guardiões.
Os grupos dos Espíritos Protetores se dividem em “falangeiro”, sendo que cada guia, chefe ou não de falange utilizam o nome do primeiro da criação. Um exemplo para compreender melhor os dois grupos, temos a grande e famosa Falange dos Exus Caveiras – Existiu e ainda existe o primeiro da criação de cada grupo, que sempre atuou no plano astral como guardião. Os espíritos Protetores são: Exu Caveira, Exu Tatá Caveira, Exu João Caveira, Exu Caveirinha, Exu José Caveira, Exu Rosa Caveira, entre outros – Essa falange possui seu “falangeiros” que utilizam seus nomes e respondem pelo primeiro da criação, ou seja, muitos deles, em sua maioria são Guias Espirituais e lembrando, nem sempre sabemos que esse ou aquele Exu é o primeiro da criação ou não.
Nesse caso, o Guia Espiritual atua no terreiro de Umbanda para evoluir e colaborar com a evolução de seu médium, mas sempre agindo conforme o primeiro da sua criação. 

Todas as entidades espirituais emanam da Divina Providência. Portanto, toda entidade espiritual é semelhante. Sua unidade é básica, suas diferenças são superficiais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário