quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Banho de ervas


Todos nós temos ao redor do nosso corpo físico um campo eletromagnético, composto por corpos sutis, que se denomina aura.
As auras das pessoas e dos lugares funcionam como antenas que recebem e enviam mensagens entre si, que são decodificadas através da nossa intuição.
Quando passamos por situações estranhas, energias desequilibradas se agregam à nossa aura e permanecem lá por muito te...mpo provocando doenças.
Quando tomamos um Banho de Ervas limpamos a nossa aura fazendo com que ela volte a funcionar normalmente e harmonizando os nossos chakras que são túneis por onde entram as energias no nosso corpo físico.
Cada planta tem características próprias que interagem com as nossas energias provocando as mudanças necessárias. As ervas podem limpar, energizar, melhorar nossa auto-estima, tirar nosso cansaço, etc…
Para fazer o banho, devemos olhar a relação de ervas e propriedades que segue abaixo e escolher aquelas que se adequadam à nossa situação. Depois, pegue um punhado de cada erva e faça um chá com elas. Coe numa jarra e após tomar um banho normal, jogue o chá do ombro pra baixo. As ervas podem ser misturadas e o resultado será melhor se usado número ímpar de ervas.
O Sal grosso pode ser usado como banho de limpeza mas é preciso que se tome um banho de ervas logo após.
Relação de ervas e suas propriedades:

• Arnica – afasta a negatividade
* Abre Caminho – novas forças
* Açúcar – aceitação
* Alho (palha) – proteção
* Alecrim – clareza mental
* Alpiste – prosperidade
* Arruda – proteção
* Anis Estrelado – aumenta a auto-estima
* Água-de-arroz – calmante
* Água-marinha (planta) – limpeza
* Alfazema – mudança
* Bulbo de cebolinha – tira o cansaço
* Comigo-ninguém-pode – defesa
* Camomila – limpeza (bactericida)
* Canela – limpeza, força e prosperidade
* Cravo da Índia – estimulante
* Crizântemo branco – calmante
* Crista-de-Galo (sementes) – calmante (hipertensão)
* Contas de Rosário – concentração
* Cenoura (folhas) – fraqueza
* Dente-de-Leão – tristeza e anti-tóxico
* Erva doce – boas energias
* Espada de São Jorge – proteção
* Folha de Pinheiro – limpeza
* Folhas de Pêssego – dissolve densidades acumuladas
* Folhas de Limão – corta energias negativas
* Folhas de Manga – prosperidade
* Folhas de Louro – prosperidade
* Fumo – proteção
* Flor de sabugueiro – calmante
* Guiné – proteção e força
* Girassol (sementes) – acelera as mudanças
* Guaraná – aumenta as energias
* Hortelã – aceitação
* Inhame – força e limpeza
* Levante – força, melhorar a auto-estima
* Losna – corta a negatividade (raivas)
* Macela – calmante (bom para insônia)
* Manjericão – equilíbrio, renova as células do organismo
* Pitanga (folhas) – melhora a circulação
* Rosas brancas – limpeza.
* Rosas vermelhas – energia.
* Sementes de tangerina – para dores na coluna.
* Sálvia – rejuvenecimento.

Dicas Importantes:

1 – Os banhos devem ser acompanhados de preces pessoais espontâneas e sinceras. Peça. Converse com Deus e com seus protetores espirituais. Os resultados são fantásticos. Se desejar, acenda uma vela branca para o seu anjo da guarda.
2 – As flores e ervas frescas não devem ser fervidas. O valor energético das mesmas se perderá.
3 – Caso não consiga flores e ervas frescas, você pode usá-las secas. Neste caso, poderá colocá-las em água fervente e abafá-las. Evite fervê-las.
4 – Se estiver sentindo frio, acrescente ao banho, já preparado, uma quantidade de água mineral quente.
5 – Os resíduos dos banhos devem ser devolvidos à natureza. Coloque os resíduos num jardim ou no mar. Não se joga no lixo flores e ervas utilizadas em banhos energéticos, pois, se forem devolvidas à natureza, servirão como adubo.
6 – Na verdade não existe mal algum em jogar uma mistura de sal grosso e água na cabeça. Afinal de contas, nós não tiramos a cabeça para entrar no mar, onde há maior concentração de sal que nos banhos de limpeza energética. O que causa desconforto e cansaço é manter o sal no corpo por muito tempo. Por isso, três horas após um banho com sal grosso, banhe-se apenas com água, caso use o banho da cabeça aos pés.
7 – Banhos preparados com ervas como arruda, comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge e pára-raios não devem tocar a cabeça. Podem causar cansaço, letargia, dores e insônia. Evite-as.
BANHOS
Em todas as tradições místico-esotéricas, os banhos são indicados como poderosos auxiliares nos processos de cura e equilíbrio de energia do nosso corpo.
* O banho feito com lírios brancos e rosas brancas, por exemplo, acalma e restaura a paz espiritual.
* Banhos com mel ajudaram adoçar o temperamento e com camomila propiciam bons sonhos.
* Para o cansaço e a tensão do dia, faça um escalda-pés com melissa e se sentirá relaxado.
Banhos purificadores:
Banhos purificantes ajudam a elevar o astral (ideal para ser feito no ano novo):
Estudados pela aromaterapia, os banhos são uma técnica milenar e – dizem – podem atrair bons fluídos e purificar. Por isso, que tal começar o ano novo em alto astral, livre dos “encostos”? “Na aromaterapia os banhos em geral demoram uma hora e são verdadeiros rituais”, diz o psicoterapeuta corporal Marco Spivack. Estes banhos são à base de óleos essenciais e, segundo Spivack, servem para relaxar, energizar, emagrecer e refrescar, entre outras coisas. Podem ser realizados em clínicas especializadas, balneários e até em casa. “Há banhos para quem quer se preparar para as festas de final do ano”, frisa o terapeuta corporal Zheca Catão.
Spivack sugere o que ele chama de Banho Ritual de Purificação, com óleos de alecrim, canela, mirra, olíbano e sal grosso. O banho é realizado num ofurô individual, de madeira, com óleos essenciais. O local é iluminado por velas e na água são jogadas pétalas de rosas. Antes de começar o banho, a pessoa toma uma ducha, depois entra no ofurô e permanece lá por 20 minutos.
“No Japão a temperatura da água do ofurô é elevadíssima, a 43 graus, mas isso é contra-indicado para cardíacos e hipertensos. Por isso, no Brasil a faixa de temperatura é entre os 28 e 32 graus, o que não oferece contra-indicações”, frisa. A pessoa sai do ofurô e deita-se numa espreguiçadeira. “Este banho é um ritual de desapego, uma associação de purificação, para receber o ano novo de braços abertos. Na espreguiçadeira, a temperatura do corpo vai se equilibrando e a pele vai metabolizando os óleos. O alecrim afasta as energias negativas e é estimulante; a canela, segundo o Feng Shui, costuma atrair dinheiro e é afrodisíaca; o olíbano é equilibrante; e o sal grosso é relaxante, purificante e afasta energias negativas”, explica. Você pode realizar este banho em sua casa, de preferência numa banheira.
Zheca Catão explica que quem quer ficar animado durante as festas pode preparar um banho com óleo de alecrim e cítricos. Já para aqueles que querem cuidar do lado espiritual, diz, o banho mais indicado é o com óleo de olíbano. “Um ótimo banho para elevar o astral é feito com uma mistura dos óleos de gerânio e laranja, ele equilibra a oleosidade da pele, e proporciona sensação de bem-estar”, destaca.
Para preparar os banhos em casa, Catão ensina que primeiro deve-se encher a banheira, depois adicionar os óleos essenciais misturados ao leite. “Como o óleo não se mistura com água, o certo é recorrer a um emoliente, no caso o leite”, explica. Coloca-se dois dedos de leite num copo com no máximo dez gotas de óleo no total. Se for adicionar dois óleos, por exemplo, o terapeuta recomenda colocar cinco gotas de cada. Coloca-se a mistura na água e o banho está pronto. No caso do chuveiro, o jeito é preparar o mesmo banho, só que em um balde grande, obedecendo a receita do banho na banheira.
Só que há uma diferença: o banho de balde deve ser feito depois do banho normal e na posição vertical, literalmente vertendo o líquido sobre a cabeça ou somente nos ombros – como preferir.
BANHOS DE ERVAS, PLANTAS, FLORES FUNCIONAM?
Impossível separar a realidade da fantasia.
As ervas e plantas sempre foram usadas desde a Antigüidade como aromáticas, na medicina, na culinária, cosmética, perfumes, hábitos de higiene, para embalsamar corpos, para afastar negatividade, como o alho para repelir vampiros ou ainda a queima de determinadas madeiras para manter afastados animais ferozes e insetos como a Citronela.
As flores possuem freqüência vibratória e elementos fluídicos, através da cor e do perfume, além de embelezar, ionizar ambientes como as rosas por exemplo.

==============================

Banhos com Óleos Essenciais:
Alergias: camomila
Ansiedade: gerânio, ylang ylang, neroli, mangerona, lima
Cansaço: cipreste, pinho, alecrim, rosmaninho, lima
Constipações: canela, cravinho, menta
Caspa: patchuli
Celulite: cânfora, bétula, funcho
Depressão: cânfora, salva, laranjeira, cravinho, lima
Dificuldades respiratórias: eucalipto, sândalo
Dores de estômago: laranjeira
Dores musculares: alfazema, gengibre
Enjoos: hortelã-pimenta
Enxaquecas: camomila, alfazema
Falta de desejo sexual: rosa, ylan ylang, sândalo, palmarosa
Gases: funcho
Herpes: mirra
Indigestão: hortelã-pimenta, funcho
Inflamações: salva

================================

Banho de Ervas (uma visão sobre o assunto)
O banho renova o corpo e a alma. Banho de descarga na Umbanda é banho de limpeza áurica.
Os banhos de ervas têm duas finalidades:
* Para eliminar vibrações negativas – banho de descarga;
* Para reafirmar vibrações positivas – banho de fixação.
O Banho de descarga limpa o campo magnético e elimina cascões e larvas astrais que se fixam na aura.
O Banho de fixação serve para fixar as correntes vibratórias, isto no campo energético.
O Banho de descarga se toma do pescoço para baixo, nunca se molhando a cabeça.
O Banho de fixação se toma no corpo todo, inclusive a cabeça.
Após o banho de descarga ou fixação não volte ao chuveiro (procure permanecer com o corpo impregnado da energia das ervas por um bom tempo antes de se enxugar). Deve-se usar roupa limpa e clara após esses banhos.
Como preparar o seu banho?
Para o Banho de Descarga: Colha as ervas e coloque em um recipiente; deixe ferver a água; após isso adicione as ervas e abafe. Deixe amornar e se banhe, pedindo para que as eventuais energias negativas sejam afastadas.
Para o banho de fixação: coloque no recipiente as ervas, adicione água limpa e vá macerando as ervas, cubra com um pano claro e deixe no sereno. Para utilizar, amorne em banho-maria. Após o banho de higiene normal, jogue este banho, da cabeça aos pés, fazendo o seu pedido e mantendo uma tônica vibratória elevada, harmonizada com seu campo magnético.
Este banho só deve ser tomado sob as orientações da Entidade-chefe do terreiro.
IMPORTANTE: Ao tomar os banhos, mantenha os pensamentos positivos, voltados ao Alto e aos guias da corrente de Umbanda.

Um comentário:

  1. Adoro trabalhar com ervas, conhecer suas qualidades.Acho esse conhecimento de extrema importância, pena que esse conhecimento ficou relegado aos "velhos" e as pessoas ditas "jovens" acha que não serve pra nada.

    ResponderExcluir